Participe

Pároco de Inhapim reza com caminhoneiros e manifesta apoio à classe

A imagem pode conter: 5 pessoas, multidão, céu e atividades ao ar livre

Padre Celso Gonçalves (Pároco da Igreja Católica de Inhapim e Diretor Geral da emissora Rádio Clube), visitou os caminhoneiros que realizam protestos no posto de combustível Faisão, na BR 116, em Inhapim em ato de apoio à paralisação da classe.

Na ocasião, Padre Celso fez uma oração pelos caminhoneiros e destacou a importância do protesto pacífico, “Nós estivemos aqui com os caminhoneiros, representando a nossa Paróquia, São Sebastião de Inhapim, para dar esse apoio, para dizer que nós estamos com eles, pedindo a bênção, a força para que eles continuem essa manifestação pacífica, como está acontecendo e realmente para eles sentirem que nós estamos os apoiando.

Porque eles não estão lutando só por eles, mas eu creio que é também por toda nossa nação, por todo o nosso país, às vezes não compreendemos a atitude deles, achamos que estão nos prejudicando, mas imagine a nossa vida sem a ação deles, sem esta manifestação que eles estão fazendo. Então que venhamos ter consciência do que eles precisam e todos nós precisamos. Nosso objetivo hoje foi mesmo rezar por eles, pedir a proteção, a benção do nosso Deus para eles e também pelos nossos governantes, para que possam tomar as suas decisões com justiça, colocar sempre a luz do Espírito Santo, colocar o nosso país, a nossa nação em primeiro lugar em suas decisões. Como representante da Igreja, estou aqui em nome da Paróquia São Sebastião de Inhapim para trazer este apoio para os nossos irmãos que estão nesta manifestação.” Disse Pe. Celso.

 

A imagem pode conter: 8 pessoas, multidão e atividades ao ar livre A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, multidão, céu e atividades ao ar livre 

Evangelho do Dia

Segunda-feira, 22 de Julho de 2019 

João 20,1-2.11-18

1No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus, bem de madrugada, quando ainda estava escuro, e viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo. 2Então saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava, e lhes disse: “Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram”. 11Maria estava do lado de fora do túmulo, chorando. Enquanto chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo. 12Viu, então, dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha sido posto o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés.

13Os anjos perguntaram: “Mulher, por que choras?” Ela respondeu: “Levaram o meu Senhor e não sei onde o colocaram”. 14Tendo dito isto, Maria voltou-se para trás e viu Jesus, de pé. Mas não sabia que era Jesus. 15Jesus perguntou-lhe: “Mulher, por que choras? A quem procuras?” Pensando que era o jardineiro, Maria disse: “Senhor, se foste tu que o levaste dize-me onde o colocaste, e eu o irei buscar”.

16Então Jesus disse: “Maria!” Ela voltou-se e exclamou, em hebraico: “Rabuni” (que quer dizer: Mestre). 17Jesus disse: “Não me segures. Ainda não subi para junto de meu Pai. Mas vai dizer aos meus irmãos: subo para junto do meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”. 18Então Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: “Eu vi o Senhor!”, e contou o que Jesus lhe tinha dito.

  - Palavra da Salvação.

 - Glória a vós, senhor