Participe

Justiça concede prisão domiciliar ao ex-prefeito Gilmar de Ubaporanga

Pode ser uma imagem de 1 pessoa e em péEm decisão proferida nessa terça-feira (25) pela juíza de direito Miriam Vaz Chagas, o ex-prefeito de Ubaporanga, Gilmar Assis Rodrigues, teve concedida a prisão domiciliar.
 
Gilmar está cumprindo pena pelo crime de tentativa de homicídio contra o ex presidente da Câmara de Ubaporanga, Jorge Siqueira de Rezende Ferreira, o Jorginho. Conforme denúncia do Ministério Público, Gilmar, que ocupava o cargo de prefeito de Ubaporanga "tentou por motivo torpe" matar a vítima. O crime ocorreu no dia 20 de maio de 2020.
 
Para cumprir a prisão domiciliar, Gilmar deverá permanecer na própria residência após as 20h (de segunda a sexta-feira) e por todo o dia durante os feriados e finais de semana (ressalvado o horário de trabalho no sábado); sair para o trabalho ou orientação religiosa, no horário das 6h e retornar às 20h (de segunda a sexta-feira), e no horário de 6h com retorno às 14h (sábado), salvo trabalho ou estudo noturno devidamente comprovado junto à Vara de Execução Penal do respectivo domicílio; Não se ausentar da Região Metropolitana de Belo Horizonte/MG, ainda que na hipótese de prestação de trabalho, sem autorização judicial; comprovar nos autos, em sessenta dias, o trabalho; caso seja informado endereço de outra Comarca onde o PrEsp não atua, o reeducando deverá comparecer no Fórum da Comarca onde reside, no prazo de 30 (trinta) dias de sua liberação.
 
De acordo com informações de uma pessoa ligada ao ex-prefeito, Gilmar chegou a Ubaporanga ainda nesta quarta-feira.
 
Diário de Caratinga

Evangelho do Dia

Terça, 24 de maio de 2022

Jo 16,5-11

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 5“Agora, parto para aquele que me enviou, e nenhum de vós me pergunta: ‘Para onde vais?’ 6Mas, porque vos disse isto, a tristeza encheu os vossos corações. 7No entanto, eu vos digo a verdade: É bom para vós que eu parta; se eu não for, não virá até vós o Defensor; mas, se eu me for, eu vo-lo mandarei. 8E quando vier, ele demonstrará ao mundo em que consistem o pecado, a justiça e o julgamento: 9o pecado, porque não acreditaram em mim; 10a justiça, porque vou para o Pai, de modo que não mais me vereis; 11e o julgamento, porque o chefe deste mundo já está condenado”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.