Participe

APAC de Inhapim promove encontro com representante da FBAC

Foi realizado, na última quarta-feira (12), na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Inhapim um encontro com a Sra. Tatiana Flavia Faria de Souza, representante da FBAC – Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados. 
Nesta reunião foram abordados diversos assuntos relacionados às APACs do Brasil e do exterior.

Tatiana falou sobre as dificuldades enfrentadas pelas APACs para se consolidar e realizar os trabalhos metodológicos propostos pela mesma, na recuperação dos detentos para reintegração social em todo país e enfatizou, principalmente, a APAC de Inhapim, que segundo ela, mesmo enfrentando problemas burocráticos que vieram de sua origem, a comunidade inhapinhense, em conjunto com as famílias dos detentos, as autoridades locais e a administração da instituição, conseguiram superar e manter suas atividades na cidade.

O encontro teve como objetivo, fazer um planejamento para o futuro da instituição em Inhapim e convidar a sociedade a conhecer melhor a metodologia da APAC, assim como mostrar a importância do projeto para reintegração social dos cidadãos detidos.

Evangelho do Dia

Segunda-feira, 22 de Julho de 2019 

João 20,1-2.11-18

1No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus, bem de madrugada, quando ainda estava escuro, e viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo. 2Então saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava, e lhes disse: “Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram”. 11Maria estava do lado de fora do túmulo, chorando. Enquanto chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo. 12Viu, então, dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha sido posto o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés.

13Os anjos perguntaram: “Mulher, por que choras?” Ela respondeu: “Levaram o meu Senhor e não sei onde o colocaram”. 14Tendo dito isto, Maria voltou-se para trás e viu Jesus, de pé. Mas não sabia que era Jesus. 15Jesus perguntou-lhe: “Mulher, por que choras? A quem procuras?” Pensando que era o jardineiro, Maria disse: “Senhor, se foste tu que o levaste dize-me onde o colocaste, e eu o irei buscar”.

16Então Jesus disse: “Maria!” Ela voltou-se e exclamou, em hebraico: “Rabuni” (que quer dizer: Mestre). 17Jesus disse: “Não me segures. Ainda não subi para junto de meu Pai. Mas vai dizer aos meus irmãos: subo para junto do meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”. 18Então Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: “Eu vi o Senhor!”, e contou o que Jesus lhe tinha dito.

  - Palavra da Salvação.

 - Glória a vós, senhor