Participe

Série B: Cruzeiro empata com Figueirense no Mineirão

cruzeiro, figueirenseA partida válida pela 22ª rodada do Campeonato da Série B começou com um minuto de silêncio em homenagem a João Freitas, o homem negro assassinado dentro de um supermercado em Porto Alegre (RS). Com a bola rolando, o Cruzeiro ficou no 1 a 1 com o Figueirense nesta sexta (20) à noite, dentro do Mineirão. A equipe Celeste dirigida por Luiz Felipe Scolari não perde há oito partidas, acumulando cinco empates e três vitórias. Apesar da invencibilidade, a Raposa segue com 25 pontos e em posição delicada dentro da tabela, doze pontos atrás do conterrâneo América-MG, primeiro clube a abrir o pelotão do G-4, que ainda conta com Juventude, Sampaio Corrêa e a líder isolada Chapecoense. Situação pior ainda é dos catarinenses, que estão no Z-4 com 20 pontos e na 18ª colocação.

O primeiro tempo começou com os donos da casa atacando, mas quem marcou primeiro foram os visitantes. Aos 11 minutos, Léo Artur encobre o goleiro Fábio e inaugura o marcador para o Figueira. Mesmo não jogando bem, o Cruzeiro reagiu e, com um bonito chute de fora da área, aos 35, Airton deixou tudo igual no placar.

No início do segundo tempo, Sidão evitou a virada do Cabuloso. Régis chuta na entrada da área, o goleiro defende e, no rebote, evita o gol do boliviano Marcelo Moreno. Quase no fim do jogo, o árbitro marca um pênalti para os cruzeirenses, mas volta atrás após o VAR (árbitro de vídeo) confirmar o impedimento no início do lance.

Se o céu parece longe, o inferno de uma queda para a Série C ainda é uma ameaça próxima. O time de Felipão está a cinco pontos do Náutico, que ainda não jogou nesta rodada e figura como primeiro clube do temido Z-4.

Na próxima terça (24), a Raposa vai à Arena Condá encarar a líder Chape. Já o Figueirense enfrenta o Sampaio Corrêa em Florianópolis um dia antes.

Agência Brasil
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

 

21/11/2020   10h23

Evangelho do Dia

Quinta, 26 de NOVEMBRO de 2020

Lc 21,20-28

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 20“Quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, ficai sabendo que a sua destruição está próxima. 21Então, os que estiverem na Judéia, devem fugir para as montanhas; os que estiverem no meio da cidade, devem afastar-se; os que estiverem no campo, não entrem na cidade. 22Pois esses dias são de vingança, para que se cumpra tudo o que dizem as Escrituras.

23Infelizes das mulheres grávidas e daquelas que estiverem amamentando naqueles dias, pois haverá uma grande calamidade na terra e ira contra este povo. 24Serão mortos pela espada e levados presos para todas as nações, e Jerusalém será pisada pelos infiéis, até que o tempo dos pagãos se complete. 25Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações ficarão angustiadas, com pavor do barulho do mar e das ondas. 26Os homens vão desmaiar de medo, só em pensar no que vai acontecer ao mundo, porque as forças do céu serão abaladas. 27Então eles verão o Filho do Homem, vindo numa nuvem com grande poder e glória. 28Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.